É engraçado como antes de termos filhos notamos e nos incomodamos com os filhos dos outros. Um simples passeio no shopping nos faz soltar muitas vezes a frase: “ah se fosse meu filho”ou “que mãe é essa que deixa o filho fazer isso?”ou a clássica: “cadê a mãe dessa criança?”.

E então o tempo passa e chega a nossa vez na maternidade e percebemos que teoria e prática nem sempre se encaixam.

Aqueles bebês tão lindinhos, vão crescendo cheios de vontades, personalidades e atitudes. E aquelas frases mencionadas acima perdem completamente a entonação. Os nossos julgamentos diminuem e por vezes até desaparecem.

Quando é a nossa vez somos mais tolerantes, pacientes e até bobas. Muitas vezes ficamos paralisadas diante de um ataque de birra em público, diante de um chilique inesperado e pensamos: “Cadê aquela criança fofa que estava aqui a poucos segundos?”

Eles nos tiram do sério com a mesma intensidade com que enchem os nossos olhos e corações de amores. Ouso dizer que são especialistas nisso!!!

Hoje quando vemos um filho fazendo birra ou tendo um chilique nos solidarizamos com a outra mãe. Olhamos para ela com olhos de compreensão e por vezes até sentimos vontade de lhe dar um abraço.

É a maternidade na prática tem feito de nós pessoas melhores!

Written by admin

    17 Comentários

Leave a Comment