Vamos combinar que fazer compras não é tão divertido (dependendo do dia não é nada divertido) mas com criança com sono é uma aventura quase que insana.

Antes de sair de casa já começa o ritual: trocar a fralda para não precisar trocar no supermercado, colocar na mochila: água, biscoitinho, paninho, brinquedinhos para distrair, troca de roupa, blusa de frio, cachecol, touca (a parte onde tem os freezers é muito fria)

No trajeto ao supermercado você diz para a criança: “VAMOS FAZER COMMPRASSSS” com um tom de voz super animador. Canta músicas, faz dancinhas tentando fazer com que a criança acredite que fazer compras é o passeio do ano.

Na chegada ao supermercado, colocamos a criança no carrinho e continuamos a cantoria… Por enquanto a criança está animada andando pelos corredores, vendo aquele monte de coisas, de cores… Mas é só você parar o carrinho para pegar a primeira mercadoria que a reclamação começa… Tudo que era super legal já não é mais.

A gente pega a mochila e começa a tirar um por um dos objetos que levamos para distrair a criança enquanto pega apressadamente as mercadorias… Como a criança já não quer mais ficar na cadeirinha, a gente coloca ela lá atrás junto com as compras. Agora a gente pega as mercadorias enquanto pede para a criança não abrir as outras que já estão no carrinho.

Quase acabando a compra, você nem lembra mais o que pegou, pois, a lista que você levou a criança já comeu um pedaço e o outro jogou em algum corredor do supermercado.

Nos dirigimos para a pior parte de fazer compras no supermercado: o CAIXA.

A fila preferencial é sempre a mais lotada, todos os idosos (nada contra os idosos) vão fazer compra no mesmo horário que você, além de fazer a compra vão colocar crédito no celular e pagar a fatura do supermercado.

Enquanto isso você está parada, em um corredor minúsculo, cheio de chocolates, balas, revistas da Peppa, tudo ao alcance de uma criança entediada presa em um carrinho cheio de compras… Nem preciso dizer que o caos está formado. A criança desce do carrinho e dá um show, se joga no chão, berra e só para quando todo mundo que está dentro do supermercado, no estacionamento, na esquina a algumas quadras dali está ouvindo.

Nessas horas você pensa: eu nunca mais venho fazer compras, eu nunca mais saio de casa, eu nunca mais vou comer… Mas aí a moça chama: “Próximo” e você passa as compras, paga e se despede com um “Até semana que vem….”

Pensa que acabou? Ainda tem que levar as compras para casa e guardar, mas isso é tema para um próximo post.

Written by admin

    1 Comentário

  1. Alessandra Silva 25 de junho de 2015 at 19:25 Responder

    Fazer supermercado e uma das partes mais dificieis aqui em casa, imagina tudo isso com duas crianças! E o seu filho de 7 anos insiste em ir dentro do carrinho de compras também porque está cansado!!!

Leave a Comment