Há pouco tempo atrás conversamos aqui no Blog, sobre a decisão de ser ou não ser Mãe. Mas então o que acontece depois que decidimos ir em busca da maternidade? É rápido? Qual o tempo certo para engravidar? Quando tenho que começar a me preocupar? Até porque como mulheres natas, logo somos ansiosas, e assim que decidimos ter bebês já queremos a barriga no dia seguinte.

Mas afinal, quanto tempo demora essa espera?!

Os especialistas defendem que um casal sem problemas de fertilidade pode demorar até um ano a conseguir conceber um filho (85% dos casais). A cada ciclo menstrual cada mulher tem a probabilidade entre 20% e 30% de conceber o esperado bebê, então ainda que não exista algum problema de fertilidade é capaz que demore um pouco. Já para os casais que mesmo após 1 ano não tenham conseguindo engravidar, é preciso buscar um especialista e checar se esta tudo certinho, ou há algum problema a ser tratado. Quando isso ocorre é preciso encarar a situação. Em um próximos Posts falaremos sobre a experiência com a infertilidade.

Mas então, já que teremos provavelmente que esperar um pouco para conceber o bebê, a não ser que você seja como a Lívia Soares, mãe da Ana Clara e do Davi que é coelhinha da turma e engravidou em 3 meses, como esperar? Como aguardar o dia sonhado do resultado positivo?

Alguns fatores são fundamentais para conseguirmos levar essa espera, vamos falar sobre isso?

1-      Boca fechada!

Nós mulheres temos o hábito de compartilhar tudo, e quando contamos para as amigas que queremos engravidar é natural a empolgação da turma, só que com o passar do tempo a empolgação para nós se torna uma cobrança. E podemos nos sentir pressionadas a medida que não engravidamos, e isso pode trazer para nós alguma frustação. Também sempre haverá na roda as inconvenientes do tipo “Nossa mais como esta demorando”, ou “ Será que você pode ter filhos?” ou “ Comigo foi tão rápido, nem um mês”. Pode acreditar que você será alvo de comentários desse tipo. Até mesmo para a família, como tios, avós, podemos passar a ser assunto nos almoços de domingos, porque um bebê é sempre bem vindo, e as pessoas querem ouvir logo a boa notícia.

Então fuja dessas situações, conte apenas para as pessoas muito intimas, claro o marido vulgo o pai da criança kkkkk. Mas feche a boca e espere o momento certo. Se preserve e deixe para contar para todo mundo quando estiver literalmente grávida.

2-      Qual é o dia?

É preciso conhecermos o nosso corpo. É muito importante sabermos o nosso período fértil. Para calcular o período fértil é necessário considerar que a concepção acontece sempre no meio do ciclo, ou seja, em torno do 14º dia de um ciclo normal de 28 dias. Desta forma, para estimar os períodos férteis é preciso contar 14 dias a partir da data em que veio a sua última menstruação. A ovulação acontecerá entre 3 dias antes e 3 dias depois dessa data, que é o que se considera o período fértil da mulher.

Hoje existem calculadoras On Line que fazem esse cálculo certinho para você, além de inúmeros aplicativos para o celular que ajudam bastante neste controle que, pode acreditar, você ficará craque nisso! E vai saber qual é o seu esperado dia fértil.

3-      Emoção a flor da pele

Não é fácil esperar o resultado positivo, a cada expectativa frustrada somos envolvidas por um turbilhão de emoções. Tem dias que nos sentimos tão inteiras, guerreiras, mas haverá dias que nos sentiremos fracassadas. Não temos nada de culpa nisso, mas nos sentiremos responsáveis por não conseguirmos engravidar. E o emocional é um dos fatores que mais teremos que lidar.

A regra de contar até 10 nem sempre funciona com uma mulher frenética a procura da gestação, mas o diálogo é importante para lidar com isso. É preciso driblar as emoções afloradas, e controlá-las. É preciso usar muito da paciência para esse controle emocional. Há um artigo  (Fatores psicológicos  interferem  na fertilidade) do especialista em reprodução humana Doutor José Bento que ele diz que sim, o emocional atrapalha na concepção do bebê. Sabemos que no momento que estamos tanto desejando uma gravidez, ouvirmos que temos que saber esperar é um tiro no coração, porém é algo que teremos que saber tirar de letra. Afinal, somos mulheres e temos uma resiliência incrível para passar por essas situações.

4-      Faça Sexo

Não espere o dia fértil para fazer sexo, os outros dias antes do período fértil e os dias depois são momentos que o casal estará também envolvido. Somos espertinhas e sabemos o dia certo, mas dar atenção ao marido antes desse dia esperado é fundamental, quanto mais envolvido o casal estiver melhor será o para o dia fértil. E procurar manter relações apenas no dia que convém para a gravidez pode gerar um stress para o casal. Então namore, e namore muito!

Essas são algumas de tantas dicas para levarmos esse tempo de espera. Cada mulher encara a situação de uma maneira, mais em alguma delas você irá se enquadrar e já saberá como lidar.

Grande beijo!

Written by admin

Leave a Comment